Glossário das Publicações TMCG Mensais

Glossário:

É uma lista alfabética de termos de um determinado domínio de conhecimento com a definição destes termos.

É um dicionário de palavras de sentido obscuro ou pouco conhecido. Também conhecido como elucidário, inclui termos citados ao longo dos textos, introduzidos ao leitor ou que são incomuns.

Termo em destaque todos os meses


Mudanças Climáticas Globais:


Estão relacionadas às alterações do clima em nível global, devido ao acúmulo de gases estufa na atmosfera, cuja consequência direta é o aumento da temperatura média do planeta e podem ser causadas tanto por alterações naturais (de forma mais lenta, como glaciações, mudanças na órbita terrestre, etc), como pela ação humana (de forma mais acelerada).


Entre essas mudanças, as ligadas diretamente com o aquecimento global estão em maior destaque e todos os seus “efeitos colaterais”, como derretimento das geleiras, tempestades intensas e secas mais frequentes.


Escassez de água potável, aumento das inundações e do nível do mar, além da insegurança alimentar e extinção de várias espécies, são algumas das consequências desencadeadas por esse fenômeno.

Maio

  • Biodiversidade: Conjunto e variedade de todas as espécies de seres vivos existentes na biosfera. É um conceito bastante recente, criado como forma de consenso científico sobre a necessidade de preservação de espécies.


  • Bioma: Segundo o IBGE “um conjunto de vida vegetal e animal, constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e que podem ser identificados a nível regional, com condições de geologia e clima semelhantes e que, historicamente, sofreram os mesmos processos de formação da paisagem, resultando em uma diversidade de flora e fauna própria”.


  • Conservação: Conjunto de medidas permanentes para impedir a ação do homem de deterioração ao longo do tempo. Quando aplicado à natureza, relaciona-se com medidas de mitigação (que impede; termo presente neste glossário) e de adaptação. Essas duas medidas diminuem e previnem possíveis danos causados pelo homem.


  • Diversidade Biológica: Sinônimo para biodiversidade. Segundo a ONG WWF, “Descreve a riqueza e a variedade do mundo natural. Está presente em todo lugar, sendo a diversidade genética que possibilitou a adaptação da vida nos mais diversos pontos do planeta”.


  • Ecossistema: É um conjunto formado pelas interações entre componentes bióticos, como os organismos vivos: plantas, animais e micróbios, e os componentes abióticos, elementos químicos e físicos, como o ar, a água, o solo e minerais.


  • Espécies endêmicas: São espécies que ocorrem exclusivamente em uma determinada região geográfica.


  • Espécies neárticas: Espécies que se reproduzem na América do Norte e passam o período não reprodutivo na região Neotropical.


  • Extinção: Ação que promove a destruição permanente de seres vivos. Não permitindo regeneração natural. O nascimento de novos indivíduos nunca mais voltará a ocorrer.

  • Mitigação: Ação de diminuir ou frear determinada atividade considerada prejudicial.


Tipos de energia citados este mês (por ordem de aparição):

  • Eólica - energia proveniente do vento.

  • Solar - energia proveniente do sol.

  • Biomassa - energia proveniente de material orgânico, desde plantas, rejeitos agrícolas e industriais, até esgoto.

  • Nuclear - energia proveniente do decaimento radioativo.

  • Hídrica - energia proveniente do fluxo das águas.

  • Maremotriz - energia proveniente das marés.

  • Ondomotriz - energia proveniente das ondas.

Junho

  • Ações Antrópicas: ações realizadas pelo ser humano que podem provocar alterações no meio ambiente.


  • Colapso Ecossistêmico: situação de falta de recursos naturais ou de condições necessárias para manter-se um ecossistema.


  • Conscientização Ambiental: informar sobre questões ambientais que precisam ser consideradas e trabalhadas por um coletivo. Problematização entre ser humano e natureza, ou seja, um dos principais objetivos ao tratar de problemas identificados no meio ambiente. Anda junto com a educação ambiental.


  • Desertificação: perda da capacidade de renovação biológica das zonas áridas, semi-áridas e sub-húmidas, por ação humana ou variação climática.


  • Equilíbrio Climático: condições naturais para manutenção da vida na Terra. Muito perturbado por meio das ações antrópicas. Objetivo pelo qual medidas de mitigação das mudanças climáticas atuam, moderando a alteração da temperatura média global.


  • Mata Ciliar: florestas, ou outros tipos de cobertura vegetal nativa, que ficam às margens de rios, igarapés, lagos, olhos d´água e represas. O nome “mata ciliar” vem do fato de serem tão importantes para a proteção de rios e lagos como são os cílios para nossos olhos.


  • Preservação: ação sustentável de aumento de durabilidade para determinado recurso natural ou espécie. Tentativa de garantia de integridade ambiental.


  • Sistemas Agroflorestais: são formas de uso ou manejo da terra, nos quais se combinam espécies arbóreas (frutíferas e/ou madeireiras) com cultivos agrícolas e/ou criação de animais, de forma simultânea ou em seqüência temporal e que promovem benefícios econômicos e ecológicos.


  • Sustentável: aquilo que pode ser suportado, constância de seguro em condições. O que é possível de basear-se. No contexto ambiental, a sustentabilidade define condições possíveis como agentes de obstáculo/mitigação de danos à natureza.

Julho

Palavras utilizadas nas publicações de Julho:


  • Alegoria: Elementos interpretados de maneira figurada em uma narrativa.

  • Ambientes Estuarinos: Ambientes de encontro entre rios e mares, que recebem forte influência das marés.

  • Aves Marinhas: São as aves mais adaptadas ao ambiente marinho, e que passam a maior parte do tempo nas superfícies das águas, interagindo ecologicamente com os animais do oceano.

  • Carcinicultura: Criação de camarões em viveiros.

  • Ciclo do Carbono: É um ciclo biogeoquímico (biológico, químico e geológico), na qual o elemento Carbono (C) sai do meio ambiente para os organismos vivos, e depois retorna ao meio ambiente, sendo assim um ciclo constante através da fotossíntese, respiração e decomposição.

  • Conselho Deliberativo: É o órgão que tem como papel gerir e administrar a instituição da qual faz parte.

  • Conservação Florestal: Conjunto de ações ou medidas aplicadas com o objetivo de preservar o ecossistema da floresta. Ação aliada à preservação.

  • Degradação: Alteração ou destruição da qualidade ambiental por meio da perda de suas características. Grande impacto no meio ambiente.

  • Descarte de resíduos: Jogar fora o resíduo domiciliar. Despejo de diferentes formas de rejeito, podendo ser realizado de forma adequada ou inadequada.

  • Desenfreada: Sem pausa e sem controle. Contrário ao que pode ser freado. Essa forma de ação pode causar colapso ecossistêmico.

  • Edital: Nesse caso, é um documento legal que contém todas as informações necessárias (como datas, etapas e valores) para quem vai concorrer em determinada seleção/concurso.

  • Espécies Aquícolas: Espécies de organismos aquáticos criados de forma racional.

  • Galerias: as galerias são pequenos buracos e orifícios que se formam no entrelaçamento das raízes das árvores submersas nos ambientes aquáticos

  • Habitat: Lar ecossistêmico de diferentes espécies.

  • Lei de Crimes Ambientais: Determina as punições/reparações a serem cumpridas por pessoa física/jurídica derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente.

  • Playlist: É uma lista de reprodução com um conjunto de músicas ou vídeos que podem ser ouvidas em sequência ou aleatoriamente. Conheça a #PlaylistClimática da TMCG: https://open.spotify.com/playlist/1RulY6GoBBx7GYxnRXj8aQ

  • Resiliência: É a capacidade que o ambiente tem de voltar ao seu estado normal depois de sofrer alguma perturbação.

  • Salina/salobra: Águas salinas são aquelas salgadas, do mar. As águas salobras são as que tiveram interação com água doce, como a água dos manguezais por exemplo, que têm um pouco de água de rios e mares.


Confira nossas publicações e o glossário com as palavras deste mês: https://linktr.ee/ecossistemas_costeiros

Agosto

Captação de energia solar - É a absorção da energia emitida pelos raios solares para geração de energia elétrica em nossas casas, estabelecimentos, indústrias, entre outros.


Densidade - Grandeza física que mede a concentração de matéria de um corpo em um dado volume. É calculada pela divisão da massa pelo volume do material. Algo com alta densidade, como é o caso do óleo citado na publicação, vai afundar se estiver imerso na água, de menor densidade. Lembrando que o óleo de cozinha é menos denso que a água e ele flutua.


Geração Distribuída - É o termo dado para a energia elétrica gerada no local de consumo ou próximo a ele, sendo válida para diversas fontes de energias renováveis como a solar, eólica e hídrica. Isso traz benefícios aos consumidores, já que a energia que eles usam não precisa percorrer um longo caminho, o que diminui os gastos, pois pagamos não só pela energia, mas também pelo transporte dela até nossas casas.


IBAMA - Sigla para Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Este é um órgão federal vinculado ao Ministério do Meio Ambiente que tem por missão proteger o meio ambiente, garantir a melhoria e a recuperação da qualidade ambiental e assegurar a sustentabilidade no uso dos recursos naturais.


ICMBio - Sigla para Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Ele tem como responsabilidades propor, implantar, gerir, proteger, fiscalizar e monitorar as Unidades de Conservação instituídas pelo governo federal. Além disso, cabe a ele fomentar e executar programas de pesquisa, proteção, preservação e conservação da biodiversidade e exercer o poder de polícia ambiental para a proteção das Unidades de Conservação federais.


INEMA - Sigla para Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. É o órgão do governo do estado da Bahia responsável por executar ações e programas relacionados às políticas de meio ambiente, recursos hídricos e mudanças climáticas.


Kit para instalação de painéis solares - São os equipamentos necessários para a instalação dos painéis de captação de energia solar em casas, estabelecimentos ou indústrias.


Micro e Minigeração distribuída - É a geração de energia feita pelos próprios consumidores ou em lugares bem próximos ao consumidor final, em pequena escala. Com isso, concluímos que a energia que usamos não precisa ser gerada a partir de uma enorme matriz. Pode ser gerada em vários lugares mais próximos ao consumidor, em escalas menores, para que não fiquemos dependentes de uma única grande matriz.


PL 5829/19 - PL’s são Projetos de Lei que precisam ser avaliados e votados até que virem de fato leis permanentes. O PL em questão é referente ao marco legal da micro e minigeração distribuída de energia no Brasil, que vai regulamentar esse tipo de geração energética.


Placas Fotovoltaicas - Placas e painéis fotovoltaicos são equipamentos de vidro que possuem em seu interior tecnologias e materiais que fazem a captação e processamento da energia proveniente do sol para que se transforme em energia elétrica.


Sistema de compensação de energia elétrica (SCEE) - Permite ao consumidor que gera sua própria energia abater essa geração em sua conta de luz convencional, já que não está utilizando a energia da rede. Como no sistema de captação de energia solar, às vezes se gera mais energia do que se usa, o consumidor pode ainda ficar com essa energia restante como crédito ou colocá-la na rede elétrica onde ele está, para que a energia usada por seus vizinhos também não venha de tão longe.


Organização Hidrográfica Internacional - Organização intergovernamental que tem por objetivo garantir o levantamento e mapeamento de todos os mares, oceanos e águas navegáveis, com o intuito de assegurar a navegação e o uso sustentável do meio marinho.


Recifes de coral - Formações construídas a partir da deposição de Carbonato de Cálcio por diversos organismos marinhos, como algas calcárias, moluscos, e principalmente por corais. Os corais são animais cnidários que utilizam carbonato de cálcio para construir seu exoesqueleto. Podem ser solitários, mas são principalmente coloniais e cada indivíduo em uma colônia de coral é chamado de pólipo. Um recife de corais é coberto por milhares de pólipos de coral.


UFBA - Universidade Federal da Bahia.


Vestigial - O que resta, residual.

Setembro

Agronegócio: é a junção de diversas atividades que envolvem processos agrícolas (de plantio) e pecuários (de criação de gado, por exemplo). O agronegócio está presente hoje nos interiores brasileiros e produz alimentos de origem animal e vegetal, principalmente para exportação.

Aquíferos: formações permeáveis, como areias por exemplo, que retém uma grande quantidade de água nos ambientes subterrâneos. Essas águas podem se mover naturalmente.

Átomo: Menor tamanho que um elemento pode ser dividido sem perder suas propriedades químicas. É formado por prótons e nêutrons no núcleo e elétrons na eletrosfera.

Bioma: é um conjunto de vida vegetal e animal, constituídos em uma vegetação, clima e geologia parecidas ao longo de um determinado espaço

Captação de energia solar - É a absorção da energia emitida pelos raios solares para geração de energia elétrica em nossas casas, estabelecimentos, indústrias, entre outros.

Comunidades tradicionais não indígenas: são constituídas por povos que ocuparam determinado espaço historicamente mas não necessariamente são indígenas

Era: Conjuntos temporais que dividem a história geológica da Terra, a fim de organizar eventos do planeta e facilitar os estudos. Uma era geológica é a divisão de um éon na escala de tempo geológico. As eras podem ser subdivididas em períodos, que se dividem em épocas. Vivemos na Era Cenozóica.

Extinção: Desaparecimento definitivo de uma espécie de ser vivo.

Fitofisionomias: vegetação encontrada em determinado lugar; diz respeito à fauna e flora típicas de uma região.

Geração Distribuída - É o termo dado para a energia elétrica gerada no local de consumo ou próximo a ele, sendo válida para diversas fontes de energias renováveis como a solar, eólica e hídrica. Isso traz benefícios aos consumidores, já que a energia que eles usam não precisa percorrer um longo caminho, o que diminui os gastos, pois pagamos não só pela energia, mas também pelo transporte dela até nossas casas.

Hotspots: esse termo é usado para se referir a lugares que possuem uma grande de fauna e flora mas que estão drasticamente ameaçados.

Kit para instalação de painéis solares - São os equipamentos necessários para a instalação dos painéis de captação de energia solar em casas, estabelecimentos ou indústrias.

Micro e Minigeração distribuída - É a geração de energia feita pelos próprios consumidores ou em lugares bem próximos ao consumidor final, em pequena escala. Com isso, concluímos que a energia que usamos não precisa ser gerada a partir de uma enorme matriz. Pode ser gerada em vários lugares mais próximos ao consumidor, em escalas menores, para que não fiquemos dependentes de uma única grande matriz.

Moléculas: Formadas pela ligação covalente de pelo menos dois átomos.

Período: Um período geológico é a divisão de uma era na escala de tempo geológico. Vivemos no Período Quaternário.

PL 5829/19 - PL’s são Projetos de Lei que precisam ser avaliados e votados até que virem de fato leis permanentes. O PL em questão é referente ao marco legal da micro e minigeração distribuída de energia no Brasil, que vai regulamentar esse tipo de geração energética.

Placas Fotovoltaicas - Placas e painéis fotovoltaicos são equipamentos de vidro que possuem em seu interior tecnologias e materiais que fazem a captação e processamento da energia proveniente do sol para que se transforme em energia elétrica.

Quilombolas: são pessoas descendentes dos povos escravizados que construíram comunidades para se isolar da perseguição branca na época da escravatura.

Radiação eletromagnética: Ondas de radiação devido a junção do campo magnético com o campo elétrico que se propaga no vácuo transportando energia.

Radiação ultravioleta (UV): Radiação eletromagnética com comprimento de onda menor que 400 nanômetros (nm).

Sistema de compensação de energia elétrica (SCEE) - Permite ao consumidor que gera sua própria energia abater essa geração em sua conta de luz convencional, já que não está utilizando a energia da rede. Como no sistema de captação de energia solar, às vezes se gera mais energia do que se usa, o consumidor pode ainda ficar com essa energia restante como crédito ou colocá-la na rede elétrica onde ele está, para que a energia usada por seus vizinhos também não venha de tão longe.

Autoria:

Franco, D.; Silva, A.; Lira,C; Perez, C.; Souza, F.; Lima, G.; D. Marina; Berchez, F. (2021) Glossário das Publicações TMCG Mensais.

Créditos detalhados

Autores:

Donovan Humphrey de Nardo Baptista Condessa Franco (Coordenador)

Gabriela Bataglia Ferraz Lima (Vice-coordenadora)

Alana Giulia de Oliveira Marques da Silva

Camila Lopes Lira

Carolina Mometto Perez

Fernanda Nicolli Martins de Souza

Marina Vieitas Dale

Flávio Augusto de Souza Berchez (Orientador)

Apoio Técnico:

Luca Hermes Pusceddu