Matemática

Carousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel image

A Exposição Interativa de Matemática do Parque CienTec é uma réplica da exposição francesa Maths 2000, com cerca de cem experimentos interativos que exploram os fundamentos da matemática com abordagens para todas as idades.

Nos dias atuais podemos ver o protagonismo da matemática com o grande volume de dados gerado na internet, que ao serem processados permitem entender o comportamento de eleitores e consumidores, por exemplo.

A matemática está em toda parte, seja na simetria das pétalas de rosa e das conchas, no padrão exposto nas peles de muitos animais, na música (não há nada mais matemático que a música) ou nas artes plásticas.

A matemática é eficaz para descrever os fenômenos naturais. Isaac Newton inventou o cálculo diferencial integral para descrever um fenômeno natural, a gravitação. Para prever o comportamento da bolsa de valores são utilizados muitos métodos analíticos/matemáticos, como Fibonacci, média móvel, etc.

De certa forma podemos afirmar que se não tivéssemos inventado a matemática não teríamos o nível de progresso que temos hoje. No mundo moderno, com tecnologia avançada, os matemáticos estão no centro das atenções, pois as empresas têm grande interesse pelas redes sociais e pelo processamento de quantidades enormes de dados. Com base nos dados colhidos é possível saber do que as pessoas gostam e o que compram, por exemplo.

A matemática também tem sido usada para influenciar a opinião pública, como observado recentemente nas eleições presidenciais dos EUA e do Brasil, onde as “fake news” (notícias falsas) são criadas por algoritmos matemáticos muito complexos, que imitam a maneira como as pessoas escrevem.

Por trás de tudo isso está o conhecimento matemático e os matemáticos estão cada vez mais valorizados. Sem a matemática não poderíamos explicar o mundo natural e provavelmente continuaríamos usando crenças religiosas para explicar o que vemos.

Existe por trás da matemática o rigor lógico, a sensação de perfeição e de harmonia estética. Isso talvez explique porque matemática e arte vivem em simbiose, como na proporção áurea, que torna possível formar figuras geométricas muito agradáveis (a proporção áurea é conhecida como "proporção divina").

Ainda sobre Matemática, o que mais cai no ENEM: funções, noções básicas de estatísticas, probabilidade, áreas de figuras planas e polígonos, análise combinatória, circunferências, equações do segundo grau e inequações, logaritmos, funções trigonométricas, sequências numéricas e etc.

Assimilar os principais conceitos é essencial para ter um bom desempenho na matéria e “brincar” no parque CienTec. Os conceitos matemáticos expostos nas diversas mesas sobre matemática ajudam bastante a desmistificar a máxima popular que diz: não gosto de matemática porque é muito difícil.

Conheça algumas das mesas da nossa exposição e aprenda mais:

Teorema de Pitágoras

Teoria do Caos

Dimensões

Proporção áurea

Acaso ou determinismo?

Poliedros e as formas da natureza

Problemas a resolver?

Cônicas e curvas (em breve)

A natureza fractal (em breve)

Os jogos e o acaso (em breve)

Representações planas da Terra (em breve)

Sólidos platônicos (em breve)

Preguiça ou economia (em breve)

Problemas complexos (em breve)

Os mais antigos algoritmos (em breve)

Referências

- Terra/Ciência: Matemática, o que falta descobrir, com José Luis Aragón Vera.

- Guia do Estudante/ENEM

- CM: Ciência Móvel/Espaço Geofísica/Parque CienTec/USP

Autoria: Sousa, D.; Bassini, A. (2020) Matemática.

Créditos detalhados

Autores:

Djeferson Pereira de Sousa

Ailton Marcos Bassini (bassini@usp.br)

Coordenador:

Luca Hermes Pusceddu