Paulo Freire

Paulo Freire, Patrono da Educação no Brasil, completaria hoje 99 anos!

Paulo Reglus Neves Freire, Educador, Pedagogista, Filósofo, nasceu em Recife no dia 19 de setembro de 1921, declarado o Patrono da Educação no Brasil, pela lei 12.612 de 13/04/2012.

Em 1943, Freire entrou no curso de Direito na Universidade do Recife e durante seus estudos, teve contato com conteúdos de filosofia da educação. Desistiu de ser advogado e trabalhou como professor numa escola de segundo grau lecionando língua portuguesa.

Como Diretor do Departamento de Educação e Cultura do Serviço Social de Pernambuco, passou a trabalhar com pobres analfabetos e em 1961, tornou-se diretor do Departamento de Extensões Culturais da Universidade do Recife, onde realizou com sua equipe as primeiras experiências de alfabetização popular de adultos.

Seu grupo foi responsável pela alfabetização de 300 cortadores de cana em apenas 45 dias, na cidade de Angicos-RN, através de um método que envolvia ensinar por meio de palavras que faziam parte do cotidiano dos trabalhadores.

Paulo Freire acreditava na educação como ferramenta de transformação social, como forma de reconhecer e reivindicar direitos. Por conta de suas ideias, passou a ser perseguido e foi preso durante 70 dias pelo regime militar em 1964.

Expulso do país, viveu em exílio por 16 anos, passando por diversos países. Em 1967, no Chile, publicou seu primeiro livro “Educação como Prática da Liberdade”, e em 1969 foi convidado para ser professor visitante da Universidade de Harvard.

Em 1970, publicou sua obra mais conhecida, “Pedagogia do Oprimido”, escrito em 1968, que propõe a pedagogia como uma nova forma de relacionamento entre professor, estudante e sociedade. O livro continua popular entre educadores no mundo inteiro e é um dos pilares da pedagogia crítica.

Paulo Freire foi o brasileiro mais homenageado da história mundial: ganhou 41 títulos de Doutor Honoris Causa de universidades como Harvard, Cambridge e Oxford.

Seu livro, “Pedagogia do Oprimido” é o 99º livro entre os 100 mais citados do mundo, o segundo melhor colocado no campo da educação e o terceiro livro mais citado na área das Ciências Sociais.

Faleceu em 02 de maio de 1997, aos 75 anos.

“Paulo Freire foi um ser humano completo. Doce guerreiro das palavras, visionário, acreditava na importância da escola, do saber, da palavra, da cultura, do educador. Confessou certa vez que "não tinha vergonha de ser professor". Como um plantador do futuro, ele sempre será lembrado porque nos deixou raízes, asas e sonhos como herança.”1

O Parque CienTec ao prestar homenagem a Paulo Freire que dedicou sua vida pela inclusão e direito à cidadania dos excluídos, pretende também, enaltecer o papel do educador como agente transformador da sociedade.

Fonte:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Paulo_Freire

Gadotti, Moacir. Lições de Freire. Revista da Faculdade de Educação da USP, Vol. 23 n.1-2, São Paulo 12/1997.

(Moacir Gadotti, Professor Titular aposentado da Faculdade de Educação da USP e Presidente de Honra do Instituto Paulo Freire)

Autoria: Becker, C. (2020) Paulo Freire.