Christopher Wren e a invenção de instrumentos meteorológicos

Sir CHRISTOPHER WREN (1632 – 1723), arquiteto, anatomista, astrônomo, matemático, geômetra e professor.

Considerado o maior arquiteto da Europa do seu tempo, teve vários interesses científicos incluindo a medida da longitude no mar, cosmologia, mecânica, óptica, microscopia, medicina e meteorologia, sendo que nesta área projetou uma variedade de instrumentos que colaboraram significativamente para o seu desenvolvimento. Seus trabalhos científicos eram conhecidos, sendo citados por Isaac Newton e Blaise Pascal.

Ao redor de 1650, enquanto estudava em Oxford, projetou alguns modelos de pluviômetros e uma estação automática. Entre 1660 e 1670, fez experimentos com anemômetros de placa; um medidor de umidade; barômetros de água em pequenos frascos de vidro, e o barômetro de Torricelli.

No início de 1660, provavelmente em colaboração com Robert Hooke, construiu também um coletor para registrar a chuva. Foi o primeiro pluviógrafo inglês e o primeiro registrador a ser construído.

Wren continuou a aperfeiçoar sua ideia com um aparato que ele chamou de “relógio do tempo”, porque automaticamente registrava o tempo. Hooke imediatamente propôs algumas melhorias e os dois continuaram a projetar em conjunto. Postulou que as observações poderiam potencialmente ser usadas para prever o tempo, e em 1679 apresentou à Royal Society a possibilidade de fazê-lo.

Também relacionou a medicina e a meteorologia através da ideia da ocorrência de certas “estações epidêmicas” que poderiam ser identificadas, ideias reminiscentes de Galeno e Hipócrates que acreditavam que certos climas e condições ambientais, eram uma das causas das doenças.

A CATEDRAL DE SAINT PAUL

Projetou 51 igrejas incluindo a Catedral de Saint Paul, uma verdadeira obra-prima da arquitetura europeia, muitos prédios seculares, e fundou a Royal Society da qual era presidente.

Foi uma das maiores e mais caras construções da Europa, com um custo equivalente a £1,5 bilhões nos dias de hoje, e durou 36 anos. Ocorreram muitos problemas durante a sua construção, e ficou pronta em 1710. No dia do aniversario de 76 anos de Wren, seu filho colocou a pedra final.

Foi atingida quatro vezes por raios durante algumas tempestades, e na última vez a cúpula de madeira foi seriamente danificada por um incêndio.

Wren viveu para ver sua obra-prima finalizada, tendo trabalhado mais da metade da sua vida nesse projeto, e por uma estranha fatalidade, faleceu aos 91 anos após ter-se exposto ao frio numa visita à própria catedral que ele construíra.

Foi a primeira pessoa a ser enterrada na cripta com a inscrição na lápide: “Leitor, se procuras um monumento, olha ao teu redor”. Na cripta hoje há duzentas pessoas famosas enterradas, entre elas a enfermeira Florence Nightingale e Alexander Fleming, tendo sido palco do casamento de Lady Di com o Príncipe Charles.


https://pt.wikipedia.org/wiki/Christopher_Wren

https://pt.qwe.wiki/wiki/St_Paul's_Cathedral

Autoria: Festa, M. (2020) Christopher Wren e a invenção de instrumentos meteorológicos.